ASSOCIAÇÃO FOLCLÓRICA CULTURA AÇORIANA

Rua Manoel Miguel Inácio,460 -Vila Nova – Cep 88.780 –000  IMBITUBA-SC – Fones  ( 0XX)( 48 ) 255.1324 Fax 255.5801

 

 

CANTORIA DAS BANDEIRAS DO DIVINO E. SANTO

 

 Clique nas fotos para ampliar.

 

Ouça a canção: A Bandeira do Divino, do CD Raízes do Açores

 

A HISTÓRIA

 

Cantoria de Almir Martins

                                               Festa do Divino de  Vila Nova –  julho de 2.005

                                                           Imbituba –SC

 

DECLAMADO NA PORTA DA IGREJA

 

 

Ó da  Festa da licença

Tá chegando a Bandeira

Da  CULTURA AÇORIANA

Pra cantar  em  Devoção. 

 

Ao Divino Espírito Santo

Vamos  Contar  a  história

A Fé, a cultura e o folclore

Os Festejos, a tradição.      

 

 CANTADO

 

I

 

O Romanceiro Açoriano

Vem lembrar a tradição

Dos Festejos do Divino

Esta santa Devoção. ( repete)

 

Começou em Portugual

Lá na Vila de Alenquer

Os festejos do Divino

Pela paz e pela Fé. ( repete)

 

 

 

 

Cantoria do Divino de Vila Nova – Imbituba –SC

__________________________________________________________________

 

II

 

Foi  com a dona Isabel

Casada com Dom  Diniz

Que a Festa começou

Salve a Imperatriz. ( repete)

 

Pela paz familiar

Na briga de dois irmãos

A Festa é uma promessa

De Isabel de Aragão.  ( repete)

 

 

III

 

Começou no século XII

Os Festejos , as cantorias

E o Império do Divino

Na Ilha Santa Maria. ( repete)

 

Quanto costumes bonitos

Se mantém na tradição :

Bandeira  e  Corte Imperial  ,

Foguetório e Coroação.     ( repete )      

 

IV

 

Tem a Corte do Império

Tem crianças, sopa e vinho

A comida que é doada

Para os  sete  pelorinhos.  ( repete)

 

O Domingo da Pombinha

Esta é outra tradição

De origem açoriana

Pra lembrar a Devoção. ( repete)

 

 

 

 

 

 

 

 

Cantoria do Divino de Vila Nova

__________________________________________________________________

 

V

 

Na Igreja  o povo espera

A Bandeira todo ano

Pra pagar suas promessas   

E beijar o Santo Pano. (repete)

 

O que fitas coloridas

Que tremulam no suporte

São de graças recebidas

Pelas curas, pela sorte. (  repete )

 

 

VI

 

 

Quando chega de noitinha

O pão é arrematado,

Na  novena do Divino

O  Santo Terço é cantado. ( repete)

 

A Bandeira do Divino

Com foliões  em parelha

Lembra a cor do Santo Espirito

Com suas opas vermelhas. (repete) .

 

VII

 

São cincoenta municípios

Pelo nosso Litoral

Que mantém  viva a Festa

Que veio de Portugal. ( repete)

 

Pelas casas  a Bandeira

Vai cantando com amor

Com as violas e a rebeca

A sanfona  e o tambor. ( repete)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cantoria do Divino de Vila Nova

_________________________________________________________________

 

VIII

 

Ao Divino em  Ofertório  

É Lembrada a  devoção  

A Bandeira faz coleta

O padre  a  Coroação.

 

Reina a paz  em sua Corte

Em divino  ritual

Com o Cetro e a Coroa

O casal imperial.   

 

 

IX

 

 

A Bandeira do Divino

Faz agora a despedida

Agradece aos presentes

Por esta santa acolhida. ( repete)

 

Segue agora a Bandeira

Com a Corte Imperial

Com as bênçãos do Divino

Ao Salão Paroquial.

 

 

 

    Almir Martins e Cantoria

         

Vila Nova de Imbituba -SC , 26 de  Julho 2.005

www.portaldodivino.com