Os Lusíadas de Luís de Camões

 

Luís Vaz de Camões

Os Lusíadas 

 

CantoPrimeiro                         Parte  1      1    
         ( Assunto do Poema )     
     As armas e os barões assinalados, 
        Que da ocidental praia Lusitana, 
        Por mares nunca de antes navegados, 
        Passaram ainda além da Taprobana, 
        Em perigos e guerras esforçados, 
        Mais do que prometia a força humana, 
        E entre gente remota edificaram 
        Novo Reino, que tanto sublimaram; 
. . .

Canto Segundo                                    Parte  1 
11 
        Ali tinha em retrato afigurada 
        Do alto e Santo Espírito a pintura: 
        A cândida pombinha debuxada 
        Sobre a única Fênix, Virgem pura; 
        A companhia santa está pintada 
        Dos doze, tão torvados na figura, 
        Como os que, só das línguas que caíram, 
        De fogo, várias línguas referiram.